quarta-feira, setembro 29, 2010

Bolshoi no Moscou- a história

O Teatro Bolshoi é uma das principais companhias de balé e ópera do mundo. É considerado patrimônio cultural da humanidade pela ONU e UNESCO.
O Bolshoi, que em russo significa ”grande”, foi fundado em 1776, quatro anos depois ganhou sua primeira sede, e em 1825 seu prédio atual. Atualmente é conhecido como cartão postal de Moscou, capital da Rússia.



Nos primeiros anos de atividades da companhia, a maioria dos seus integrantes eram estrangeiros (franceses e italianos). Com o passar do tempo, a escola nacional começou a se desenvolver. No começo do século XX com “Saisons Russes” (primeira grande turnê dos russos em Paris), organizada por Dyagilev, a arte russa foi reconhecida e se expandiu pelo mundo.





Grandes nomes como Tchaikovsky, Rachmaninov, Gorsky, Prokofiev, Grigorovich, Vasiliev projetaram o Teatro Bolshoi internacionalmente.



Hoje, com cerca de 1000 funcionários diretos, o Teatro Bolshoi de Moscou realiza 300 espetáculos, por ano, em diversos países, sendo referência na qualidade artística e na produção cultural.

Diretor Geral – Anatoly Iksanov
Diretor Musical – Leonid Desyatnikov
Diretor de Ballet – Yuri Burlaka
Assistente do Diretor de Ballet – Gennadi Yanin

Bolshoi no Brasil- a história

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil é a única Escola do Bolshoi fora da Rússia. Seu ideal é o mesmo da Escola Coreográfica de Moscou, criada em 1773: proporcionar formação e cultura por meio do ensino da dança, para que seus alunos tornem-se protagonistas da sociedade.

Joinville foi a cidade escolhida para sediar este projeto de inclusão social para crianças e jovens. Localizada no norte do Estado de Santa Catarina, a inauguração ocorreu em 15 de março de 2000, com o diretor do Teatro Bolshoi Vladimir Vasiliev, o prefeito de Joinville Luiz Henrique da Silveira, além de autoridades, artistas e comunidade. Vladimir Vasiliev e Luiz Henrique da Silveira tornaram-se os patronos fundadores da instituição.

Tudo começou quando em 1995, para que outras nações tivessem oportunidade de conhecer a metodologia aplicada na Rússia, o diretor artístico do Teatro Bolshoi, Alexander Bogatyrev, desenvolveu um projeto que reproduzia as mesmas características da Escola Coreográfica de Moscou. 

Em 1996, a Cia. do Teatro Bolshoi realizou uma turnê no Brasil e Joinville foi incluída no programa. O espetáculo ocorreu no 14º Festival de Dança de Joinville. Os russos ficaram impressionados com a receptividade do público e a reverência da cidade diante da arte. Depois disso, o russo Bogatyrev esboça propostas para montar uma unidade da Escola no país, contemplando questões como a aplicação da metodologia, seleção de professores e alunos, estrutura física necessária.

Dois anos depois, o idealizador Bogatyrev faleceu. Mas seu legado era consistente: o esboço do projeto estava concluído e foi apresentado para prefeitos e diretores de instituições de ensino do Brasil. O prefeito de Joinville, Luiz Henrique da Silveira, comprometeu-se no desenvolvimento da proposta. No dia 20 de julho de 1999, na abertura do 17º Festival de Dança de Joinville, Alla Mikhalchenko, primeira bailarina Teatro Bolshoi, assinou o protocolo de intenções com o prefeito.

Entre os fatores decisivos para a escolha de Joinville estava a profunda ligação da cidade com a dança, em função de seu tradicional festival anual. Além disso, o então prefeito – e atual governador de Santa Catarina – empenhou-se pessoalmente nos processos institucionais entre o Brasil e a Rússia e disponibilizou uma área de aproximadamente 6 mil metros quadrados no Centreventos Cau Hansen, para instalação da sede.

Os alunos que ingressaram no ano de 2000 completaram o ciclo de oito anos de estudos. Assim, em 2007 ocorreu a formatura da primeira turma de dança clássica.

Hoje os formados pelo Bolshoi Brasil trabalham no mundo todo. Quinze bailarinos continuam em Joinville trabalhando na Cia. Jovem da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil.

Fernanda Lopez- ela não desistiu

oii
me desculpe por não postar isso antes, é porque eu estava muito apressada estudando para provas e etc... só estava mesmo entrando no blog para postar os cap. da fic

no domingo, estava na casa da minha tia vendo Fantástico- Globo e me deparei com uma linda história de superação, percistencia e força de vontade, e queria passar isso para vocês

vejam o vídeo

Domingo, 26/09/2010
A humilde Fernanda Lopes, 15 anos, de Santos (SP) sempre sonhou em estudar balé na renomada escola de Stuttgart, na Alemanha. Com seus esforços e o trabalho dos pais, ela ganhou uma bolsa de estudos.

No Caminho da Dança, cap. V

oiie
boa noite a todos
venho lhes dizer que amanhã teremos um cap. extra da nossa querida fic

para ler o cap. 5 basta clicar no banner a baixo


gente mandem seus banners no tamanho de 540 x 100

para o nosso e-mail ballet.mara@hotmail.com

bjs até o proximo post

terça-feira, setembro 28, 2010

No Caminho da Dança, cap. IV

 Como prometido o 4º cap. de No Caminho da Dança

talvez na quinta feira eu post um cap. a mais pois vai ter ballet até as 8 da noite

Para ler a Fic basta clicar no banner a baixo



não esquessão mandem banners no tamanho de 540X100 para o nosso e-mail

mandem também as suas fics

bjs até o proximo post

segunda-feira, setembro 27, 2010

No Caminho da Dança, cap. II e cap. III

BOA NOITE
COMO PROMETIDO AQUI ESTA O 2º E O 3º CAP.
O TERCEIRO VAI SER UM CAP. EXTRA
ESPERO QUE GOSTEM

PARA LER O CAP. 2 BASTA CLICAR NO BANNER ABAIXO


PARA LER O CAP. 3 BASTA CLICAR NO BANNER ABAIXO



NÃO SE ESQUEÇÃO DE MANDAR SEUS BANERS PARA O NOSSO E-MAIL

E NO CAMPO DE ASSUNTO COLOQUEM- FIC NO CAMINHO DA DANÇA

TAMBÉM MANDEM SUAS FICS E QUEM SABEM NÃO SÃO POSTADAS AQUI NO BLOG

BJS A TODOS 

domingo, setembro 26, 2010

No Caminho da Dança - Capítulo I

No Caminho da Dança - Capítulo I Escrito por Amanda

para ler a fic basta clicar no banner


enviem banners para o nosso e-mail ballet.mara@hotmail.com
no tamanho de 540X100 relacionadas a nossa fic
coloque seu nome completo e no campo de assunto fic no caminho da dança


também vamos aceitar fics escritas por seguidores mandem as suas quem sabe não aparece aqui no blog
(vamos postar a fic em outro blog mas os banners vão encaminhar direto para a fic)
vista o blog da fics- clique aqui

bjs

No Caminho da Dança- Fic

Olá, estamos com novidades
entamos com uma fic e vamos postar no blog.
bom nós vamos a fic que terá 1 capitulo por dia
e a fic vai se chamar No Caminho da Dança e tem 25 cap.
será postada todos os dias as 21:00h.

vamos postar o 1° cap. na proxima postagem

dicas

Como proteger os pés



O ballet é visto como uma arte linda, cheia de glamour e fantasia. Mas só quem pratica sabe que isso não é 100% verdade. Bailarina sofre sim, e muito! É dor, nervosismo, pressão, cansaço... Mas tudo isso vale a pena pelo amor e dedicação à dança! :)
Uma das questões mais feitas por bailarinas novatas na ponta: "Como eu devo proteger os pés?"


Isso é uma questão pessoal. Cada garota é diferente; umas nem sentem tanta dor, outras tem muitas bolhas e calos. Mas pra facilitar a vida, vou dar algumas dicas.
  • Acho essencial o uso de ponteiras. Será que existe alguma bailarina que não use ponteira e não sinta dor??? Praticamente impossível. Ela protege muito os dedos, principalmente as de gel (silicone). Mas eu prefiro as de formato arredondado, porque as muito "achatadas" nas pontas costumam encravar mais as unhas e apertar mais os dedos. Prefiro as de silicone, mas a minha professora só usa as de pano, então é uma questão pessoal. Experimente cada uma e veja com qual você mais se adapta.

  • Sempre apare e lixe as unhas. Esse é um passo fundamental. A dor de uma unha encravada é terrível; se você nunca teve, previna-se para não ter. Nunca deixe suas unhas crescerem muito; lixe-as constantemente. Importante: não cutuque-as! Apenas passe um palito por trás, mas sem empurrar muito, pois pode se machucar; lembre-se que esse trabalho é do podólogo! Corte as unhas em formato quadrado, porque as em formato arredondado são mais propícias à encravar.

  • Alguma bolha ou calo? Microporo neles! Nada de usar aqueles esparadrapos muito duros (aquilo mais machuca do que protege!), use o microporo; ele parece com aquelas fitas de fralda de criança, bem fininho. Procure não colocar tanto esparadrapo, pois o excesso pode atrapalhar a realização dos passos.
  • Não use medicamentos sem orientação médica, mesmo sendo tópicos! Conheço meninas que passam pomada anestésica em seus machucados. Isso é errado! Apesar de parecem inofensivas, essas pomadas são medicamentos e oferecem riscos a saúde. Procure um médico para lhe receitar algo para dor.

sábado, setembro 18, 2010

twitter

estamos com um twitter onde vamos colocar novidades e quem tiver twitter ai segue lá
https://twitter.com/ballet_e_mara

bjs

ajuda


gente preciso de ajuda e dicas para novos post entam me manden comentarios e e-mail com coisas relacionadas ao blog
por ex: entrevistas
biografias
dicas

Bjs

quarta-feira, setembro 15, 2010

Personalidades- Mikhail Baryshnikov

Biografia
Nasceu em Riga, na agora independente Letónia, Baryshnikov começou seus estudos de balé em 1960. Em 1964, ele entrou na Escola Vaganova, na então Leningrado, logo na conquista do primeiro prêmio, na divisão júnior do Concurso Internacional Varna. Ele entrou o Balé Kirov e fez sua estréia no Teatro Mariinsky, em 1967, dançando o "camponês" pas de deux de Giselle. O talento de Baryshnikov, em particular a força de sua fase de sua presença e pureza técnica clássica, foi reconhecido por vários coreógrafos soviéticos, incluindo Oleg Vinogradov, Konstantin Sergeyev, Igor Tchernichov, e Leonid Jakobson bailado criado por ele. Jakobson's 1969 virtuosic Vestris juntamente com uma intensidade emocional Albrecht, em Giselle, tornou-se a sua assinatura papéis. Embora ainda na União Soviética, foi chamado pelo crítico Clive Barnes "o mais perfeito bailarino que alguma vez vi".

Enquanto em uma turnê no Canadá com o Balé Kirov em 1974, Baryshnikov mudou de lado, posicionando-se contra o regime ditatorial comunista, pedindo asilo político em Toronto. Ele declarou posteriormente que Christina Berlim, uma amiga americana, o ajudou a planejar sua mudança de lado durante sua turnê 1970 de Londres. Sua primeira performance após a sair do isolamento temporário no Canadá foi com o Balé Nacional do Canadá, em uma versão televisiva de "La Sylphide. Ele então passou a dos Estados Unidos".

De 1974 a 1979, ele foi o principal bailarino do American Ballet Theatre com (ABT), onde ele associa com Gelsey Kirkland. Ele também trabalhou com o New York City Ballet, com George Balanchine. Ele também excursionou com o ballet e dança moderna em companhias ao redor do mundo por quinze meses. Vários papéis foram criados por ele, incluindo os papéis Opus 19: A Dreamer (1979), por Jerome Robbins, Rhapsody (1980), por Frederick Ashton, e Outras Danças (com Natalia Makarova) por Jerome Robbins. Ele retornou a ABT, em 1980 como dançarino e diretor artístico cargo que ocupou durante uma década. Em 3 de julho de 1986, ele se tornou um cidadão naturalizado dos Estados Unidos. De 1990 a 2002, Baryshnikov era diretor artístico da White Oak Dance Project, uma turnê empresa ele co-fundou com Mark Morris. Em 2004 ele lançou o Baryshnikov Arts Centre, em Nova Iorque.

Durante apresentação no Canadá em 1974, ele buscou asilo no país e, em 1986, naturalizou-se norte-americano. Foi bailarino do American Ballet Theater de Nova Iorque onde foi bailarino de 1974 a 1989, e onde estrelou A Bela Adormecida (1975); Hamlet Conotations (1976); Giselle (1977); Balanchine (1980); Don Quixote (1989). Também foi diretor da companhia do American Ballet Theater entre 1985 e 1989. Além de bailarino é ator, tendo estrelado o filme O Sol da Meia-Noite (White Nights de 1985) ao lado do dançarino e ator americano, Gregory Hines.

Carreira

Dança
O talento de Baryshnikov foi evidente a partir de sua juventude, mas o sistema soviético na qual ele cresceu foi mal adequado para desenvolvê-lo. Mais curta do que a maioria bailarinos, ele não poderia torre durante uma bailarina en ponta e, por isso, foi relegado para segundo partes. Mais frustrante para ele, o mundo soviético dança hewed perto a 19o século tradições e deliberadamente o temível criativos coreógrafos do Ocidente, cujo trabalho Baryshnikov glimpsed ocasionais em passeios e filmes. Seu principal objetivo de deixar a Rússia foi a de trabalhar com esses inovadores; nos primeiros dois anos após a sua deserção, ele dançou por nada menos que 13 diferentes coreógrafos, incluindo Jerome Robbins, Glen Tetley, Alvin Ailey, e Twyla Tharp. "Não importa se cada balé é um sucesso ou não", disse New York Times dança crítico Anna Kisselgoff, em 1976, "A nova experiência dá-me muito." Ele citou o seu fascínio com as formas clássicas e modernas Ailey misturado técnica e de seu desconforto inicial, quando ele insistiu Tharp incorporar excêntrica pessoais gestos na dança.
Em 1978, ele abandonou sua carreira free-lance para passar 18 meses como um dos principais New York City Ballet, executado pelo lendário George Balanchine. "Sr. B", como ele era conhecido, raramente, congratulou-se com artistas convidados e se recusaram a trabalhar com ambos Nureyev e Makarova; Baryshnikov da decisão de dedicar a sua plena atenções para a companhia de Nova Iorque atordoados mundo da dança. Balanchine nunca criou um novo trabalho para Baryshnikov, embora ele fez o jovem treinador bailarina no seu estilo distinto, e Baryshnikov triunfaram na assinatura papéis tais como Apolo, filho pródigo, e Rubies. Robbins fez, no entanto, criar Opus 19: A Dreamer de Baryshnikov e NYCB favorita Patricia McBride. Em 1980, ele se tornou Diretor Artístico do American Ballet Theatre e mudou o seu papel de intérprete a diretora.
No entanto, o seu fascínio com o novo ele ficou em boas substituam. Embora sua técnica tem perdido o seu flash, o seu domínio de gesto e stagecraft permanece atraente. Como ele observou, "Não importa quão alto você levante sua perna. A técnica é de cerca de transparência, simplicidade e fazer uma séria tentativa." The White Oak projeto original foi formado para criar trabalho para bailarinos mais velhos. Num execute terminando apenas curta de seu 60o aniversário, em 2007, ele apareceu em uma produção de quatro peças de Samuel Beckett curto encenado pela vanguarda diretor Joanne Akalaitis. Unir disciplina e carisma, ele formou um elenco excepcionalmente longa carreira e uma longa sombra sobre a dança contemporânea mundo.
Ele recebeu dois diplomas honorários; em 28 de setembro de 2007 a partir de Shenandoah Conservatório de Shenandoah University, e em 11 de maio de 2006, de New York University.
Para o período de vigência do verão 2006, ele entrou em turnê com o Hell's Kitchen Dance, que foi patrocinado pelo Centro de Artes Baryshnikov. Apresentando obras de Baryshnikov Arts Center residentes Azsure Barton e Benjamin Millipied, a empresa excursionou pelos Estados Unidos e Espanha.
Em finais de Agosto 2007 Baryshnikov realizada Mats Ek's Place (título original sueco, Ställe) com Ana Laguna em Dansens Hus, em Estocolmo

Filmes e TV
Baryshnikov fez sua estréia na tv americana em 1976, dançando no programa PBS Em Live Performance de Wolf Trap. Durante a temporada de Natal de 1977, a CBS exibiu a aclamada produção Nutcracker de Tchaikovsky trazedo o balé clássico para a televisão, e que até hoje continua sendo a produção de televisão mais popular. Além de Baryshnikov, no papel título, Gelsey Kirkland, Alexander Minz, da American Ballet Theatre, também co-estrelou a produção do video no Canadá. Depois de ter sido exibido por duas vezes a CBS, passou-se ao STF, e entrou na grade anual especial de natal daquela TV durate muitos anos. Algumas estações PBS ainda as transmite anualmente, e atualmente é um bestseller e DVD. É a unica das duas versões de "The Nutcracker" de ser indicada para um Emmy Award, sendo as outras duas "A Hard Porca", Mark Morris, intencionalmente exageradas e satíras dessa versão do balé. Posteriormente, Baryshnikov surgiu omo vencedor em dois Emmy, categoria especiasis de TV; um na ABC-TV e um na CBS, em que ele dançou a músicais na Broadway e Hollywood, respectivamente. Durante a década de 1970 e 80, ele apareceu muitas vezes com a American Ballet Theatre Live de Lincoln Center e Grandes Espectáculos . Ao longo dos anos, ele também apareceu em vários telecasts em Menção Honrosa no Kennedy Center.
Baryshnikov apareceu em seu primeiro papel num filme logo após sua chegada a Nova York, como Yuri Kopeikine, uma famosa bailarina russa, em 1977 no filme O ponto de virada, para a qual recebeu uma indicação ao Oscar. Além disso, ele co-estrelou com Gregory Hines, em 1985 o filme O Sol da Meia Noite, coreografia de Twyla Tharp, e do filme 1987 bailarinos. Ele encarnou o namorado da protagonista Carrie Bradshaw, Aleksandr Petrovsky, na última temporada de Sex and the City.
Em 2 de novembro de 2006, Baryshnikov foi caracterizado para um episódio do Sundance Channel Iconoclastse da chef Alice Waters. Os dois têm uma longa vida de amizade. Eles discutiram sobre os seus estilos de vida, fontes de inspiração, e dos projetos sociais que os tornam únicos. Durante o programa, Alice Waters visitou o Baryshnikov's Arts Center, em Nova York, e mais tarde o Hell's Kitchen Dance tour trouxe-lhe para visitar a Berkeley Alice Waters' Restaurante Chez Panisse.
Em 17 de julho de 2007, o STF News Hour com Jim Lehrer criou um perfil de Baryshnikov no seu Centro de Artes.
Foi ele quem inventou a frase falada no filme "Grande menina, Pequena mulher" :
"As regras são os blocos de composição da diversão"


domingo, setembro 12, 2010

quem nunca cansou?!


quem nunca se cansou da suas sapatilhas de ponta??

eu estava na aula de ponta e não estava mais aguentando, meus pés estavam dormentes e doloridos, ai que vontade de tirar ela, mas eu consegui terminar a aula e olha que engraçado, quando a aula acabou eu não eestava com vontade de tira-la mas eu pensei em troca-la pelo meu all star, e então eu vi que se eu fizesse isso seria a coisa mais imprudente da minha vida e eu me arrependeria muito, mas quem nunca pensou isso?






eu não quero ser uma, eu quero ser á bailarina

eu não quero ser uma das bailarinas



eu quero ser á bailarina

eu não quero ser lembrada como uma da bailarinas


e sim com a bailarina

e não quero ganhar um bouque de flores


eu quero ganhar o bouque de flores

eu não quero ganhar um "parabéns!"



eu quero ganhar o "parabéns!!"


mas eu não estou sendo egoísta,
só que eu sou a bailarina,
e todas nós somos.

sábado, setembro 11, 2010

agradecimentos


video

o video de agradecimentos a todos

espero que gostem

quinta-feira, setembro 09, 2010

Roupas

minhas roupas estão quase prontas, e assim que ficar vou colocar fotos delas no blog.
e vou montar um vídeo em homenagem as pessoas que me apoiam e me dão força a cada dia.
e é claro queria agradecer a uma de nossas seguidoras e divulgar o blog dela que ta bombando
OBRIGADO MAY LOPEZ VOCÊ TEM ME AJUDADO E ME ENSINADO MUITO COM SEUS POSTS

http://maylopez.blogspot.com/

bjsss

quarta-feira, setembro 08, 2010

isso é para brilhar no palco


dores nos tendõens
nos pés, nos braços, nas costas...



ensaios e mais ensaios....



para quando chegar no final, agente ser recompensado com aplausos e sorrisos de quem nós amamos, e quando terminar a apresentação ver que tudo vale a pena.



para quando tirarmos as sapatilhas sentirmos saudades daquele tempo em que ela foi usada nas apresentações que marcaram nossa vida

isso é para todas as bailarinas

bjs
Luisa

terça-feira, setembro 07, 2010

Todo esforço vale a pena

bom depois de um feriadão pra descansar, começa os ensaios para a apresentação!!




primeiro ensaio com o grupo todo, classico e jazz-
são só 12 horas de ensaio

segundo ensaio com o grupo todo, classico e jazz-
12 horas de ensaio

foto com o grupo B- meu grupo
1 horas de foto

foto com o grupo B- com fantasia
2 horas de foto

prova de roupa- classico
1 hora

prova de roupa- jazz
1 hora


eu to ficando maluca com tudo isso e eu ainda tenho aula na escola, prova, trabalhos, curso e a minha vida
to pirando


acho que vou sobreviver, tomaraaaa
bjs
Luisa

domingo, setembro 05, 2010

Grand ecart

olá
estou no grand ecart dos meus sonhos/pesadelos, é muito bonito bailarinas com um grande grand ecart, é maravilhoso.
acho muito lindooo
e vo mostrar pra vcs alguma fotos de grand ecart













bjs

sábado, setembro 04, 2010

dicas e metodos

  • Bournonville é um dos principais métodos de ensino de ballet.

O sistema de treinamento Bournonville foi criado pelo mestre de ballet dinamarquês August Bournonville.

O método de Bournonville é fluida e sem esforço, mesmo que seja tecnicamente desafiador.

  • Características de Bournonville

O método de Bournonville é muito expressivo e romântico, com um foco pesado em pantomima dramática.

Uma das principais características da técnica Bournonville é sua ênfase no footwork rápido, saltos e batterie.

A colocação dos ombros, também é importante. Além disso, a técnica requer graciosidade, os movimentos do braço de base, bem como um torso levantado.

Muitos dos movimentos começam e terminam na quinta posição, e piruetas são executadas por colocar o pé em uma posição baixa.

A interpretação dos movimentos é o ponto forte desse método.

  • August Bournonville

August Bournonville era um bailarino e coreógrafo que dirigiu o Ballet Real da Dinamarca há quase 50 anos e criou o método de Bournonville.

Fortemente influenciado pela escola francesa de ballet, Bournonville usa seus principais métodos para formar o seu próprio ensino.

Ser parte da era romântica, Bournonville preferiu um senso de romance em sua coreografia. Ele acreditava que um bailado deve contar uma história de amor, e que os bailarinos do sexo masculino e feminino devem ser enfatizados também.

Bournonville produziu diversos ballets, incluindo La Sylphide, Napoli e um Folk Tale. Ele acreditava firmemente que o ballet deveria ser uma expressão de alegria, e projetou sua coreografia para ajudar seus bailarinos para expressar seus sentimentos mais íntimos. Em vez de retratar as emoções extremas, Bournonville incentivou seus bailarinos a retratar uma natureza humana equilibrada.

quarta-feira, setembro 01, 2010

parabens

estamos tbem com outro blog igual a esse só que na bol/uol visitem
http://balletemara.zip.net/
 




nesse dia que temos pra, vamos dizer comemorar!

Parabens a todas as bailarinas e bailarinos pq é o nosso dia!!

"PARABÉNS"
porque nós merecemos!

Brasilia

andai aprontando um poucpo em brasilia hehehe
olhem as fotos






 bom essas são só algumas as outras eu vou colocar o link na proxima postagem
bjs